quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Podlist/Playcast #5 - Melhores de 2008

O Indieoteca não escapou das listas de final de ano, mas esta é bem curtinha e literalmente no final do ano. O podcast que é playlist tem como tema as cinco melhores músicas do ano. O critério foi a qualidade e também a representatividade daquele single, o que deixa, obviamente, "Sex on Fire" em primeiro lugar. A ordem das músicas é a ordem da lista, que é esta:
1. Sex On Fire - Kings of Leon
2. Oh My God - Ida Maria
3. Time to Pretend - MGMT
4. Left Behind - CSS
5. Dream Cars - Neon Neon

Destas, só duas músicas não tinham entrado em nenhum polist/playcast: "Time to Pretend", que deu lugar à "Kids" quando o tema foi Tim Festival, e "Oh My God", que em compensação ganhou um post com o clipe.
Muitas bandas ótimas ficaram de fora, como Little Joy e Those Dancing Days, porque a lista era de singles, e estas bandas apresentam trabalhos bons sem que algum single se destaque muito (o contrário daquela história...). Mas se fosse para ter um sexto e sétimo lugares, talvez eles fossem para "Brand New Start" e "Hitten".


Melhores clipes de 2008

Até eu, que sou uma amante de listas, estou ficando de saco cheio, mas não poderia deixar de fazer esta, que é mais divertida: os melhores clipes de 2008. Segue os 10 preferidos, sem ordem específica (ou não):

Of Montreal - Id Engager


Ida Maria - Oh My God (é de 2007, mas a gente releva)


Those Dancing Days - Home Sweet Home


Stephen Malkmus & The Jicks - Gardenia


Feist - I Feel it All


Late of the Pier - Heartbeat


Peter Bjorn and John - Hey Shut The Fuck Up Boy



Gnarls Barkley - Who's Gonna Save My Soul


Hot Chip - Ready for the Floor (também do final de 2007, então é 2008)


Vanguart - Semáforo (para quem reclama que nunca tem nada nacional)



Mais listas:
Melhores discos pelo Pílula Pop
Melhores filmes pelo Pílula Pop

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Feliz Hanukkah


Feliz Hanukkah do Yo La Tengo! A banda seguiu a tradição de tocar nos oito dias de Hanukkah (21 a 28 de dezembro), e doou todo o dinheiro para a caridade (e os fãs podiam sugerir as instituições beneficiadas). Eles também farão um show na véspera de Ano Novo, o que deu mais raiva e inveja ainda.

Quem abriu o segundo dia de shows foi The Magnetic Fields, após um número de comédia. Doug Gillard, do Guided by Voices, tocou algumas músicas com a banda.

Quem fechou o show foi a mãe do Ira Kaplan (guitarrista/vocalista que aparece na primeira foto), cantando "My Little Corner of the World".

O setlist sendo protegido.

Eu quero mixtapes do Steve Shelley! Como faz?

Jonas Sá

Já fui em muitos shows do The Dead Lover's Twisted Heart, mas nenhum tão divertido quanto o do Festival Garimpo, que entre outros convidados teve participação do músico e cantor Jonas Sá, "um metro e meio de pura loucura", como ouvi por aí. Recentemente ele participou do Radiola, programa da TV Cultura em parceria com a Trama.

Ele canta "Anormal" bem normal, quietinho com violão.


Em "Comunicação" ele simula convulsões no palco.


Por fim, uma entrevista curtinha.

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Curtas

Bacana a história que o Paulo Terron resgatou sobre o Bowie e as várias versões de "My Way". Ou "Comme d'habitude". Ou "life on Mars?". A imagem também é do With Lasers.

O novo disco do Animal Collective, Merriweather Post Pavilion, tentou, tentou, e depois de muito esforço e censura conseguiu vazar, inteiro, na internet. É aquele da capa com ilusão de ótica.

Não vou comentar sobre a reedição especial super luxo do Ten. Nem do Brighten the Corners. Não que não merecesse... Por outro lado, arrependi de não ter comentado sobre o EP da Cat Power, Dark End of the Street, na época do lançamento.

Não queria fazer aquele post para dizer que estou em recesso de fim de ano, mas está difícil de postar no fim de ano. Com sorte, janeiro vai ser um mês movimentado por aqui.

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Clipe da semana

... não necessariamente desta semana.

Para ver grande.

quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Florence and the Machine

Acabei de descobrir a Florence no blog português Posso ouvir um disco?. Ela parece muito com a Feist neste clipe de "Kiss with a fist", até o jeito de dançar parece.

Adoro quem coloca "canção popular melodramática" como estilo no MySpace, mas ainda preciso ouvir com mais atenção para ver se Florence and the Machine entra na lista dos meus discos de 2009 (sim, 2009!).

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Beirut e Capitu - Globo indie

Eu não ia falar nada sobre isso, mas não resisti. O teaser da minissérie Capitu, da Globo, que foi exibida na semana passada, tem não só a música "Elephant Gun", do Beirut, na trilha sonora, como parece ter sido inspirado no clipe. Parece que os outros dançarinos vão chegar a qualquer momento, e que o Zach Condom vai aparecer também. Depois de Beirut toca Iron Man lml
Capitu teaser na íntegra high quality

Bem, se é para copiar ou se inspirar, pelo menos eles usaram uma coisa bonita. O clipe é maravilhoso, e acabei de descobrir num blog que elephant gun é uma arma de calibre grosso, usada para caçar/matar animais de grande porte, como elefantes. Que dó. O clipe continua lindo mesmo assim:

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Podlist/Playcast #4

O podlist/playcast de hoje é para ouvir estudando. Nessa época de fim de semestre, com vários trabalhos e provas para fazer, é sempre bom ouvir música, mas ela precisa ser do tipo que te anima, sem te desconcentrar. Todas as músicas, das bandas Beirut, Belle & Sebastian, Feist, Jens Lekman e New Buffalo, foram testadas e aprovadas por mim e pela Katrina, a cachorra estudiosa da foto.
Sei que agora todo mundo já deve estar de férias, inclusive eu, porque como fiquei estudando (!) demorei muito para postar o podcast/playlist/mixtape. Mas é ótimo para ouvir de bobeira também, ou então guardar para o ano que vem.



Para fazer download é só ir na página do Indieoteca no podOmatic. Da próxima vez talvez eu faça no Mixwit (dica do Ortega), que é mais fácil e rápido, mas não tem muitas músicas, digamos, indies demais.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Novo vídeo do Peter Bjorn and John

Os suecos conhecidos pelo hit "Young Folks" divulgaram o novo clipe através de um boletim do MySpace, que dizia apenas "novo vídeo" e disponibilizava um link. Não se sabe ainda o nome da música, que não está em nenhum disco da banda, mas deve entrar no próximo, como informou o Pitchfork. Diferente do clipe fofinho do hit assobiável, este é bem doidão, e a música também é legal. UPDATE: A música se chama "Hey, Shut the Fuck Up Boy"!

Discussão sobre jornalismo cultural na Ilustrada no Pop ou Como eu aprendi a fazer títulos para serem encontrados no Google

Quem faz, lê ou gosta de meter o pau em jornalismo cultural (este último já está virando uma profissão), recomendo a leitura do texto que o Thiago Ney publicou no blog da Ilustrada, discutindo sobre a discussão do jornalismo cultural. Não digo que o texto é ótimo, muito menos definitivo (inclusive recomendo a leitura dos comentários, que não são bons mas contextualizam), mas é para se pensar. Lá o Ney linka um texto do Camilo Rocha intitulado "Pra que serve um crítico musical?", bem bacana. Ele diz:
"A boa escrita musical vai muito além disso. O bom crítico oferece contexto, teorias, informações pouco conhecidas sobre o artista, faz ligações entre uma obra e eventos culturais do presente, momentos históricos ou outros artistas".
É o que eu tentava dizer nas aulas de jornalismo cultural. Mas aí vem uma vibe Thiago Ney e eu penso que falar é fácil.

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

No One's Better Sake

Agora o Little Joy lançou um clipe "de verdade".

As imagens parecem de uma TV dos anos 60, para combinar com o órgão Jovem Guarda clima retrô da música. O Devendra Banhart aparece, daquele jeito mendigo-indiano de sempre. O cara de chapéu já apareceu nesta foto aqui, e a Binki Shapiro está lembrando a Monique, do seriado Alice da HBO. Tem também uns desenhos meio psicodélicos bem bacanas. Logo vai sair no Pílula Pop a resenha que fiz sobre o disco da banda, dessa vez usando a palavra retrô (psicodélico foi só aqui). UPDATE: Saiu! Tá aqui.

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Ramones

O Johnny era bonito e eu não sabia...

Adoro ver fotos muito antigas e/ou inéditas de músicos. Estas aí são da primeira turnê dos Ramones na Califórnia, em 1976, que estão no livro recém-lançado da fotógrafa Jenny Lens. O eBook está à venda por 15 dólares, mas ela disponibilizou também uma amostra em PDF.

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

domingo, 7 de dezembro de 2008

Indieoteca básica

Pavement - Gold Soundz


Dinosaur Jr - Freak Scene


Guided by Voices - I am a scientist


Sebadoh - Ocean

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Fofoquindies

Indícios de que a Binki Shapiro curte o Amarante ou que os três fazem ménage são um triângulo amoroso:
Tá bom, é só um post uma cisma idiota.

Será que vão apagar este post?

Não, porque o blog ainda não tem muitas visitas, e porque não disponibilizarei música nele.

Há alguns meses um vídeo meu foi deletado do YouTube porque tinha como trilha sonora uma música protegida por direitos autorais. A música em questão (na verdade, apenas um trecho) era do Nine Inch Nails, banda que vira e mexe disponibiliza discos inteiros para download grátis na internet. O clipe da música está no YouTube. Sei que outros vídeos foram deletados pelo mesmo motivo.

Vinha percebendo que muitos blogs que disponibilizam música colocam o link para download meio "escondido", ou colocam mensagens se isentando de responsabilidade. Saiu hoje na Folha Online uma matéria falando que posts de blogs super visitados vem sendo deletados, sem nenhum aviso prévio ou póstumo, por causa das gravadoras. Os blogs estão hospedados no blogspot, que é do Google. O problema não é só com bandas mainstream, são censurados posts com bandas independentes e até quando o próprio artista concede o material.
De todas as atitudes anti-"pirataria" musical, esta parece ser a mais idiota (e absurda). Basta um pouquinho de raciocínio para concluir que essses blogs são fonte de conhecimento musical de milhares de pessoas. É assim que elas conhecem as bandas que um dia comprarão CDs e irão aos shows, ou que vão gastar seu dinheiro de alguma maneira. Evitar o que eu considero divulgação gratuita é mais um passo em direção ao abismo.

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Clipe da semana



Adoro a dancinha do esqueleto de dinossauro.

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Curtas

Eu e meu recente caso de amor com o Trabalho Sujo.

Parece que o meu Festival dos Sonhos está virando realidade. O Of Montreal vai tocar no Brasil em maio, num festival com Silver Jews e Born Ruffians! Nada confirmado, mas com Wilco, Sonic Youth, Radiohead, Little Joy e agora esse suposto festival, 2009 promete!

Não sou só eu que ainda estou meio tonta e tentando entender a entrevista da Mallu Magalhães para a Época. Minhas suspeitas de que ela usa drogas estão se confirmando. Sair para dançar dentro de você mesma (e fora não, mas é legal), fugir com o circo, ser um adulto-criança-adulto-triste-feliz... Pelo menos uma parte foi esclarecedora: jornalista é aquele que, para entrar em contato com seus ídolos, foge com o circo e entrevista as pessoas no caminho. Ah bom...

Venho reparando que os artistas (jovens, tipo Júnior e Mallu), ficam dizendo que ouvem música na internet mas não baixam, pois quando gostam da banda compram o CD. Papo de gravadora, não?

sábado, 29 de novembro de 2008

O festival dos sonhos

Na cobertura do Planeta Terra, além de falar do festival também comentei que queria ter ido ao Tim Festival deste ano, e que minha melhor experiência com festivais foi em 2005, no Claro q é Rock. Pensando nisso (e nos futuros festivais) e como boa pisciana que sou, idealizei meu festival perfeito.
Para começar, o local: o ideal seria que fosse em Belo Horizonte, mas não vou idealizar tanto assim. Teria que acontecer, pelo menos, no Rio e em São Paulo, com as mesmas atrações.
A estrutura tinha que ser a mesma do Terra e do Claro q é Rock: muuuitos banheiros químicos, com plantinhas para não dar cheiro ruim. Área para descanso (chill out) e muitos bares, mas de preferência com opções mais variadas de comidas e um preço mais em conta!
O ingresso tinha que dar acesso a todos os palcos e atrações. Isso é básico, acho uma vergonha entrar num lugar e ser proibido de utilizar todo o espaço, e comprar mais de um ingresso para o mesmo festival.
Agora, o que interessa: o line-up. Seriam dois palcos, um de frente para o outro, sem shows simultâneos. E as atrações, estas:
Broken Social Scene
Beirut
Yo La Tengo
Stephen Malkmus & The Jicks
Of Montreal
...and you will know us by the Trail of Dead
Those Dancing Days
Wilco

Podendo também incluir The Strokes, Kings of Leon, Sonic Youth (nunca é demais)... acho que a lista não termina. Posso começar a comemorar: Little Joy toca aqui (incluindo BH) em janeiro, já existem boatos de Sonic Youth e Wilco, e tem o Radiohead, que tava esperando pela zica mas pelo visto vai rolar meishmo. Mas todas as bandas não estão no mesmo festival, né?

Qual o festival dos sonhos de vocês?

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Final de semana em BH

Muitas opções boas neste final de semana (o que é raro!).

SEXTA-FEIRA

Show do Zefirina Bomba n'A Obra. A banda de noisecoregroovecocoenvenenado se apresenta pontualmente às 23h, com ingressos a 12 reais. Quem não conhece pode visitar o MySpace deles.

53 HC Fest. O primeiro dia do festival acontece no Bar Brasil, a partir das 20h. As atrações são: Dead Fish (ES), Confronto (RJ), Cervical (RJ), Crossfire (MG), Enne (MG), Dilúvio (MG) e Do it yourself (MG). Ingressos a 25 reais na portaria.

SÁBADO

"Indie de raiz" no Usina. Porquinho, fernanda e Nina fazem um ménage nas picapes a partir das 20h, com couvert a três reais.

53 HC Fest. No sábado vão para o Lapa Multshow as bandas Inocentes (SP), Canastra (RJ), Sick Sick Sinners (PR), Sapatos Bicolores (DF), The Folsoms (MG), Carolina diz (MG) e Manolos Funk (MG). A discotecagem fica por conta de Rodrigo Barba (Los Hermanos, Canastra).

DOMINGO

52 HC Fest. Último dia do festival, agora no Armazém 841. Noite do mal com Matanza (RJ), Chakal (MG), DFC (DF), Madame Saatan (PA), Lobotomia (SP), Irônika (MG), The Junkie Dogs (MG) e Severa (MG).

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

500 músicas

Da série "ai, morri".
O Alexandre Matias soltou a lista das 500 músicas resenhadas no livro "The Pitchfork 500", primeira publicação impressa do (ótimo) site Pitchfork Media, nas palavras deles "um guia para as melhores músicas do punk até o presente".
Não tem como destacar uma ou outra coisa da lista, de tanta coisa boa que tem. Talvez valha falar da presença de ABBA e Michael Jackson, e de "Another Morning Stoner", melhor música do Trail of Dead. Dá vontade de falar de tudo, na verdade. Mas isso foi tarefa do Pitchfork.
Respira fundo e dá uma olhada:

David Bowie - “Heroes”
Iggy Pop - “The Passenger”
Lou Reed - “Street Hassle”
Kraftwerk - “Trans-Europe Express”
Brian Eno - “1/1”
The Ramones - “Rockaway Beach”
Talking Heads - “Psycho Killer”
Television - “Marquee Moon”
Patti Smith - “Rock n Roll Nigger”
The Sex Pistols - “God Save the Queen”
The Clash - “(White Man) In Hammersmith Palais”
Buzzcocks - “Ever Fallen in Love?”
Vic Godard and the Subway Sect - “Parallel Lines”
X-Ray Spex - “Oh Bondage! Up Yours!”
The Adverts - “One Chord Wonders”
Wire - “Ex-Lion Tamer”
Donna Summer - “I Feel Love”
Giorgo Moroder - The Chase”
Chic - “Good Times”
Thelma Houston - “Don’t Leave Me This Way”
Gloria Gaynor - “I Will Survive”
Michael Jackson - “Don’t Stop ‘Til You Get Enough”
Parliament - “Flash Light”
Marvin Gaye - “Got To Give It Up”
Public Image Ltd. - “Public Image”
Gang of Four - “Damaged Goods”
Magazine - “Shot by Both Sides”
The Cramps - “Human Fly”
The Misfits - “Night of the Living Dead”
Wire - “Outdoor Miner”
Joy Division - “Disorder”
Althea and Donna - “Uptown Top Ranking”
Lee Perry - “Roast Fish and Cornbread”
The Congos - “Fisherman”
Willie Williams - “Armagideon Time”
This Heat - “24 Track Loop”
The Slits - “Typical Girls”
The Pop Group - “She Is Beyond Good and Evil”
The Clash - “The Guns of Brixton”
James Chance and the Contortions - “Contort Yourself”
Suicide - “Dream Baby Dream”
Cabaret Voltaire - “Nag Nag Nag”
Throbbing Gristle - “Hot on the Heels of Love”
Devo - “Mongoloid”
Candido - “Jingo”
Dinosaur - “Kiss Me Again”
Machine - “There but for the Grace of God Go I”
Kate Bush - “Wuthering Heights”
Goblin - “Suspiria”
Blue Oyster Cult - “(Don’t Fear) The Reaper”
AC/DC - “Highway to Hell”
Van Halen - “Runnin’ with the Devil”
Fleetwood Mac - “The Chain”
Steely Dan - “Deacon Blues”
Electric Light Orchestra - “Mr. Blue Sky”
The Only Ones - “Another Girl, Another Planet”
The Undertones - “Teenage Kicks”
Plastic Bertrand - “Ca plane pour moi”
The Records - “Starry Eyes”
Cheap Trick - “Surrender”
The Cars - “Just What I Needed”
Elvis Costello and the Attractions - “Radio Radio”
The Cure - “Boys Don’t Cry”
XTC - “Making Plans for Nigel”
Blondie - “Atomic”
Talking Heads - “Memories Can’t Wait”
Kurtis Blow - “The Breaks”
Spoonie Gee Meets the Sequence - “Monster Jam”
The Sugarhill Gang - “8th Wonder”
The Treacherous Three - “The New Rap Language”
The Clash - “The Magnificent Seven”
Talking Heads - “Born Under Punches (The Heat Goes On)”
Yoko Ono - “Walking on Thin Ice”
Klein + MBO - “Dirty Talk”
ESG - “Moody”
Grandmaster Flash and the Furious Five - “The Adventures of Grandmaster Flash on the Wheels of Steel”
Funky 4+1 - “That’s The Joint”
Kraftwerk - “Numbers/Computer World 2”
Afrika Bambaataa & Soulsonic Force - “Planet Rock”
Grandmaster Flash and the Furious Five - “The Message”
Glenn Branca - “Lesson No. 1 for Electric Guitar”
Laurie Anderson - “O Superman (For Massenet)”
Joy Division - “Atmosphere”
The Fall - “Totally Wired”
Elvis Costello and the Attractions - “Beyond Belief”
The Pretenders - “Back on the Chain Gang”
The B-52’s - “Private Idaho”
Dexys Midnight Runners - “There There My Dear”
Young Marble Giants - “Final Day”
Altered Images - “Happy Birthday”
The Specials - “Ghost Town”
Robert Wyatt - “Shipbuilding”
Bauhaus - “Third Uncle”
Adam and the Ants - “Kings of the Wild Frontier”
Scritti Politti - “The Sweetest Girl”
The Human League - “Don’t You Want Me”
Soft Cell - “Tainted Love”
The Associates - “Party Fears Two”
ABC - “All of My Heart”
New Order - “Temptation”
The Jam - “Town Called Malice”
Duran Duran - “The Chauffeur”
The English Beat - “Save It for Later”
The Go-Go’s - “Our Lips Are Sealed”
Tom Tom Club - “Genius of Love”
Prince - “Dirty Mind”
Daryl Hall & John Oates - “I Can’t Go for That (No Can Do)”
Michael Jackson - “Billie Jean”
ABBA - “The Day Before You Came”
Roxy Music - “More Than This”
Queen - “Under Pressure”
Bruce Springsteen - “Atlantic City”
Journey - “Don’t Stop Believing”
Bad Brains - “Pay to Cum”
Minor Threat - “Minor Threat”
Dead Kennedys - “Holiday in Cambodia”
Black Flag - “Rise Above”
Wipers - “Youth of America”
Flipper - “Sex Bomb”
Motorhead - “Ace of Spades”
Iron Maiden - “Run to the Hills”
Orange Juice - “Blue Boy”
The Television Personalities - “This Angry Silence”
The Fall - “The Classical”
The Clean - “Tally Ho!”
The Feelies - “The Boy with the Perpetual Nervousness”
R.E.M. - “Radio Free Europe”
Violent Femmes - “Blister in the Sun”
Mission of Burma - “That’s When I Reach for My Revolver”
The Smiths - “This Charming Man”
Sonic Youth - “Death Valley ‘69”
Husker Du - “Pink Turns to Blue”
Meat Puppets - “Plateau”
The Replacements - “I Will Dare”
Minutemen - “History Lesson (Part II)”
R.E.M. - “So. Central Rain (I’m Sorry)”
Echo and the Bunnymen - “The Killing Moon”
The Cure - “Close to Me”
Siouxsie and the Banshees - “Cities in Dust”
Run-D.M.C. - “It’s Like That”
Crash Crew - “On the Radio”
Rammelzee vs. K-Rob - “Beat Bop”
Boogie Down Productions - “South Bronx”
New Order - “Blue Monday”
Prince and the Revolution - “When Doves Cry”
Talking Heads - “This Must Be the Place (Naïve Melody)”
Kate Bush - “Running Up That Hill (A Deal with God)”
U2 - “New Year’s Day”
Simple Minds - “Don’t You (Forget About Me)”
The Replacements - “Bastards of Young”
The Mekons - “Last Dance”
Big Black - “Kerosene”
Scratch Acid - “The Greatest Gift”
The Jesus and Mary Chain - “Just Like Honey”
The Smiths - “How Soon Is Now?”
Cocteau Twins - “Lorelei”
New Order - “Bizarre Love Triangle”
Billy Bragg - “A New England”
Metallica - “Battery”
Slayer - “Angel of Death”
Saint Vitus - “Clear Windowpane”
Einsturzende Neubauten - “Halber Mensch”
Art of Noise - “Beat Box (Diversion One)”
Frankie Goes to Hollywood - “Relax”
Liquid Liquid - “Optimo”
Alexander Robotnick - “Problemes d’Amour”
Shannon - “Let the Music Play”
Section 25 - “Looking from a Hilltop (Restructure)”
Madonna - “Holiday”
Cyndi Lauper - “Girls Just Want to Have Fun”
Prince - “Kiss”
Run-D.M.C. - “Rock Box”
LL Cool J - “I Can’t Live Without My Radio”
Beastie Boys - “No Sleep Till Brooklyn”
Mantronix - “Needle to the Groove”
The Go-Betweens - “Cattle and Cane”
The Chills - “Pink Frost”
Felt - “Primitive Painters”
The Smiths - “There Is a Light That Never Goes Out”
Tom Waits - “Jockey Full of Bourbon”
Bruce Springsteen - “I’m on Fire”
Scott Walker - “Rawhide”
U2 - “Bad”
Don Henley - “The Boys of Summer”
Paul Simon - “Graceland”
Wayne Smith - “Under Me Sleng Teng”
Anthony “Red” Rose - “Tempo”
Model 500 - “No UFO’s”
Mr. Fingers - “Can You Feel It”
Rhythim Is Rhythim - “Strings of Life”
A Guy Called Gerald - “Voodoo Ray”
M/A/R/R/S - “Pump Up The Volume”
My Blood Valentine - “You Made Me Realise”
Spacemen 3 - “Walking With Jesus”
Ride - “Dreams Burn Down”
Glaxie 500 - “Blue Thunder”
Happy Mondays - “Kinky Afro”
The Stone Roses - “She Bangs the Drums”
Sonic Youth - “Teen Age Riot”
Dinosaur Jr. - “Freak Scene”
Butthole Surfers - “Human Cannonball”
Pixies - “Where Is My Mind?”
Fugazi - “Waiting Room”
Audio Two - “Top Billin’”
Eric B & Rakim - “I Know You Got Soul”
Public Enemy - “Rebel Without a Pause”
N.W.A. - “Straight Outta Compton”
Nick Cave and the Bad Seeds - “The Mercy Seat”
Ministry - “Stigmata”
The Jesus and Mary Chain - “Head On”
The Sugarcubes - “Birthday”
The Cure - “Just Like Heaven”
Morrissey - “Everyday Is Like Sunday”
The Pogues - “Fairytale of New York”
The Wedding Present - “My Favourite Dress”
The Field Mice - “Emma’s House”
Another Sunny Day - “You Should All Be Murdered”
The Dead Milkmen - “Punk Rock Girl”
The Primitives - “Crash”
The La’s - “There She Goes”
They Might Be Giants - “Birdhouse in Your Soul”
Superchunk - “Slack Motherfucker”
Fugazi - “Merchandise”
The Jesus Lizard - “Mouth Breather”
Slick Rick - “Children’s Story”
Gang Starr - “Just to Get a Rep”
Rob Base and DJ E-Z Rock - “It Takes Two”
Sal-n-Pepa - “Push It”
Beastie Boys - “Hey Ladies”
De La Soul - “Me Myself and I”
Biz Markie - “Just a Friend”
Public Enemy - “Fight The Power”
Guns N’ Roses - “Welcome to the Jungle”
Swans - “Beautiful Child”
John Zorn - “The Sicilian Clan”
Prince and the Revolution - “If I Was Your Girlfriend”
Madonna - “Like a Prayer”
Deee-Lite - “Groove Is in the Heart”
Pet Shop Boys - “Being Boring”
Sinead O’Conner - “Nothing Compares 2 U”
The Orb - “Little Fluffy Clouds”
The KLF - “Wichita Lineman Was a Song I Once Heard”
808 State - “Pacific State”
Orbital - “Chime”
Depeche Mode - “Enjoy the Sileince”
My Blood Valentine - “Soon”
The Vaselines - “Son of a Gun”
Beat Happening - “Indian Summer”
Daniel Johnston - “Some Things Last a Long Time”
Mudhoney - “Touch Me I’m Sick”
Pixies - “Wave of Mutilation”
Nirvana - “Smells Like Teen Spirit”
Pavement - “Summer Babe”
Archers of Loaf - “Web in Front”
Yo La Tengo - “From a Motel 6”
Sebadoh - “The Freed Pig”
A Tribe Called Quest - “Check the Rhime”
De La Soul - “A Roller Skating Jam Named ‘Saturdays’”
Black Sheep - “The Choice Is Yours”
Massive Attack - “Unfinished Sympathy”
Tricky - “Aftermath (Version 1)”
Primal Scream - “Higher Than the Sun”
Spiritualized - “Step into the Breeze”
Slowdive - “Alison”
Aphex Twin - “Xtal”
Talk Talk - “Ascension Day”
Slint - “Good Morning, Captain”
Disco Inferno - “The Last Dance”
Stereolab - “French Disko”
Acen - “Trip II the Moon Pts. 1 and 2”
The Future Sound of London - “Papua New Guinea”
Human Resource - “Dominator (Joey Beltram Mix)”
Metalheadz - “Terminator”
Omni Trio - “Renegade Snares”
Red House Painters - “New Jersey”
Teenage Fanclub - “The Concept”
Heavenly - “C Is the Heavenly Option”
Tindersticks - “City Sickness”
Unrest - “Make Out Club”
Tenor Saw/Buju Banton - “Ring the Alarm Quick”
Dr. Dre - “Nuthin’ but a ‘G’ Thang”
Ice Cube - “It Was a Good Day”
2Pac - “I Get Around”
Souls of Mischief - “93 ‘Til Infinity”
Suede - “The Drowners”
Blur - “For Tomorrow”
Elastica - “Stutter”
Ween - “Doctor Rock”
Wu-Tang Clan - “Protect Ya Neck”
Geto Boys - “Mind Playing Tricks on Me”
Pete Rock and C.L. Smooth - “They Reminisce Over You (T.R.O.Y.)”
Bikini Kill - “Rebel Girl”
Melvins - “Hooch”
Dinosaur Jr. - “Start Choppin’”
Pixies - “U-Mass”
Liz Phair - “Divorce Song”
PJ Harvey - “Rid of Me”
The Afghan Whigs - “Debonair”
Rage Against the Machine - “Killing in the Name”
The Lemonheads - “It’s a Shame About Ray”
Beck - “Loser”
The Breeders - “Cannonball”
Nirvana - “Scentless Apprentice”
Hole - “Violet”
Smashing Pumpkins - “1979”
Green Day - “Longview”
Weezer - “Say It Ain’t So”
Blur - “Girls & Boys”
Oasis - “Live Forever”
Pulp - “Common People”
The Notorious B.I.G. - “Juicy”
Nas - “It Ain’t Hard to Tell”
Mobb Deep - “Shook Ones, Pt. 2”
GZA - “4th Chamber”
Pavement - “Gold Soundz”
Built to Spill - “Car”
Modest Mouse - “Broke”
Frank Black - “Headache”
The Jon Spencer Blues Explosion - “Bellbottoms”
Guided by Voices - “I Am a Scientist”
Nine Inch Nails - “Closer”
Bjork - “Hyper-Ballad”
Beck - “Devil’s Haircut”
Portishead - “Sour Times (Nobody Loves Me)”
Saint Etienne - “Like a Motorway”
Basic Channel - “Octagon”
Paperclip People - “Throw”
DJ Shadow - “Midnight in a Perfect World”
Dr. Octagon - “Blue Flowers”
Common - “I Used to Lover H.E.R.”
Jeff Buckley - “Grace”
Mazzy Star - “Fade Into You”
Arthur Russell - “This Is How We Walk on the Moon”
Low - “Words”
The Auteurs - “Unsolved Child Murder”
Jawbox - “Savory”
Drive Like Jehu - “Luau”
Brainiac - “Pussyfootin’”
Napalm Death - “Twist the Knife (Slowly)”
Darkthrone - “En As I Dype Skogen”
Ol’ Dirty Bastard - “Brooklyn Zoo”
Snoop Doggy Dogg - “Gin and Juice”
Luniz - “I Got 5 on It”
Cutty Ranks - “Limb by Limb”
The Prodigy - “No Good (Start the Dance)”
Underworld - “Born Slippy (NUXX)”
The Chemical Brothers - “Setting Sun”
Daft Punk - “Da Funk”
Belle and Sebastian - “The State I Am In”
Elliott Smith - “Needle in the Hay”
The Magnetic Fields - “Take Ecstasy with Me”
Palace Music - “New Partner”
Arab Strap - “The First Big Weekend”
Tortoise - “Gamera”
The Sea and Cake - “Parasol”
Pavement - “Rattled by the Rush”
Guided by Voices - “Game of Pricks”
Weezer - “El Scorcho”
Radiohead - “Paranoid Android”
Bjork - “Joga”
The Verve - “Bitter Sweet Symphony”
Elliott Smith - “Between the Bars”
Cat Power - “Cross Bones Style”
The Clientele - “Reflections After Jane”
Bonnie “Prince” Billy - “I See a Darkness”
Smog - “Teenage Spaceship”
Silver Jews - “Random Rules”
Autechre - “Arch Carrier”
Boards of Canada - “Happy Cycling”
Herbert - “So Now…”
Aphex Twin - “Windowlicker”
Uilab - “St. Elmo’s Fire”
Air - “Le Soleil est Pres du Moi”
Massive Attack - “Teardrop”
Black Star - “Respiration”
The Notorious B.I.G. - “Hypnotize”
Outkast - “Spottieottiedopaliscious”
The Roots - “The Next Movement”
The Flaming Lips - “Waitin’ for a Superman”
The Beta Band - “Dry the Rain”
The Olivia Tremor Control - “Hideaway”
Neutral Milk Hotel - “Holland, 1945”
Super Furry Animals - “Ice Hockey Hair”
Stardust - “Music Sounds Better with You”
Basement Jaxx - “Jump n’ Shout”
Wilco - “Via Chicago”
Pulp - “This Is Hardcore”
Belle and Sebastian - “Lazy Line Painter Jane”
Yo La Tengo - “Autumn Sweater”
Sleater-Kinney - “One More Hour”
Refused - “New Noise”
The Dismemberment Plan - “The City”
Boredoms - “Super Shine”
Mogwai - “Like Herod”
Jim O’Rourke - “Halfway to a Threeway”
Sigur Ros - “Svefn-g-Englar”
Daft Punk - “One More Time”
Radiohead - “Idioteque”
Godspeed You! Black Emperor - “Storm”
The Avalanches - “Since I Left You”
Broadcast - “Come On Let’s Go”
Aaliyah - “Try Again”
Justin Timberlake - “Cry Me a River”
Luomo - “Tessio”
Vitalic - “La Rock 01”
Kylie Minogue - “Love at First Sight”
Jay-Z - “Big Pimpin’”
Outkast - “B.O.B.”
Eminem - “The Real Slim Shady”
Ghostface Killah - “Nutmeg”
Missy Elliott - “Get Ur Freak On”
The White Stripes - “Dead Leaves and the Dirty Ground”
The Strokes - “The Modern Age”
…And You Will Know Us by the Trail of Dead - “Another Morning Stoner”
Interpol - “Obstacle 1”
Electric Six - “Danger! High Voltage”
Golden Boy with Miss Kittin - “Rippin Kittin’”
Jurgen Paape - “So Weit Wie Noch Nie”
Osymyso - “Intro-Inspection”
The Knife - “Heartbeats”
LCD Soundystem - “Lossing My Edge”
The Rapture - “House of Jealous Lovers”
The Streets - “Weak Become Heroes”
Aesop Rock - “Daylight”
Rjd2 - “Good Times Roll Pt. 2”
Bright Eyes - “The Calendar Hung Itself”
Wilco - “Poor Places”
Queens of the Stonge Age - “No One Knows”
My Morning Jacket - “The Way That He Sings”
Modest Mouse - “3rd Planet”
Clinic - “Distortions”
Shellac - “Prayer to God”
Mclusky - “To Hell with Good Intentions”
Lightning Bolt - “Ride the Sky”
The Microphones - “The Moon”
The New Pornographers - “Letter from an Occupant”
The Shins - “New Slang”
The Decemberists - “Here I Dreamt I Was an Architect”
Radiohead - “Life in a Glasshouse”
Broken Social Scene - “Cause = Time”
Deerhoof - “This Magnificent Bird Will Rise”
Spoon - “The Way We Get By”
Dizzee Rascal I Luv U”
M.O.P. - “Ante Up”
Clipse - “Grindin’”
Talib Kweli - “Get By”
Jay-Z - “Takeover”
Outkast - “Hey Ya”
Kanye West - “Through The Wire”
R. Kelly - “Ignition (Remix)”
Beyonce - “Crazy In Love”
Gnarls Barkley - “Crazy”
!!! - “Me and Giuliani Down by the School Yard (A True Story)”
TV on the Radio - “Staring at the Sun”
Yeah Yeah Yeahs - “Maps”
The Walkmen - “The Rat”
Devendra Banhart - “A Sight to Behold”
Joanna Newsom - “Peach, Plum, Pear”
Sufjan Stevens - “Casimir Pulaski Day”
Antony and the Johnsons - “Hope There’s Someone”
Animal Collective - “Leaf House”
The Books - “Take Time”
M83 - “Don’t Save Us from the Flames”
The Postal Service - “Such Great Heights”
Annie - “Heartbeat”
M.I.A. - “Galang”
The White Stripes - “Seven Nation Army”
Franz Ferdinand - “Take Me Out”
The Fiery Furnaces - “Here Comes the Summer”
The Mountain Goats - “No Children”
The Wrens - “She Sends Kisses”
Les Savy Fav - “The Sweat Descends”
Ted Leo and the Pharmacists - “Where Have All the Rude Boys Gone?”
The Exploding Hearts - “Modern Kicks”
Art Brut - “Formed a Band”
Boris - “Farewell”
Mastodon - “Sleeping Giant”
Madvillain - “America’s Most Blunted”
T.I. - “What You Know”
Kelly Clarkson - “Since U Been Gone”
Amerie - “1 Thing”
Ciara - “Oh”
The Go! Team - “The Power Is On”
Feist - “Mushaboom”
Arcade Fire - “Neighborhood #1 (Tunnels)”
Wolf Parade - “I’ll Believe in Anything”
Band of Horses - “The Funeral”
The Hold Steady - “Stuck Between Stations”
Beirut - “Postcards from Italy”
Johnny Boy - “You Are the Generation That Bought More Shoes and You Get What You Deserve”
Love Is All - “Busy Doing Nothing”
Jens Lekman - “Black Cab”
Christian Falk - “Dream On”
Peter Bjorn and John - “Young Folks”
Justice vs. Simian - “We Are Your Friends”
Hot Chip - “Boy from School”
Animal Collective - “Grass”
Black Dice - “Cone Toaster”
Liars - “The Other Side of Mt. Heart Attack”
Panda Bear - “Bros”

Vou tentar fazer um mixtape com todas essas músicas, e publicar aqui. Só não sei quando...

Curtas

Retirada daqui.

O YouTube está em widescreen, já viu?

Este texto fez com que a raiva de perder o show do Animal Collective voltasse. Tem algumas coisas que eu não concordo, mas os dois primeiros parágrafos são perfeitos.

Entrevista fofa com o Amarante.

Defendi meu TCC (com louvor, ui!) na terça e agora sou oficialmente jornalista! Eba! Mesmo assim, tenho vários trabalhos da outra faculdade, e ainda está bem difícil de postar. Semana que vem tudo melhora, prometo.

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Clipe da semana



Para começar bem a semana, com o jeito bonitinho dela de dançar...

sábado, 22 de novembro de 2008

Curtas

Você sabe o que é, mesmo sem o M amarelo. É uma loja do McDonalds inaugurada no Japão que não tem nome, tudo é preto e vermelho, e as únicas opções no cardápio são combo de quarteirão com queijo simples ou duplo. Retirado daqui.

Little Joy vai tocar no Brasil, de 23 a 31 de janeiro, no Rio, São Paulo, Salvador e... Belo Horizonte! A informação é do Lúcio Boateiro Ribeiro.

Neste final de semana em BH rola o arte.mov, em Goiânia, o Goiânia Noise, em São Paulo, o SP Noise. Alguém foi e quer comentar?

Pushing Daisies foi cancelada; Will Smith protagonizará a refilmagem de Oldboy. Medo.

terça-feira, 18 de novembro de 2008

Fofoquindies

Enquanto eu e Marcelo não lançamos a Caras Indie, vou fofocar por aqui mesmo. Mallu Magalhães, 16, confirmou à revista Gol o namoro com Marcelo Camelo, 30. Quem diz é o Ego, uma fonte super confiável de notícias. Os rumores começaram quando o blog Te dou um dado? fez o post "Diga não à pedofilia".
Declarações de Mallu:
"Estou loucamente apaixonada"
"Aquilo era amor transbordando do meu corpo. Era sentimento puro que havia entre nós naquele momento, e eu resolvi que não iria segurar, que tinha que deixar fluir e dividir com aquelas pessoas", se referindo ao show no Coquetel Molotov, em que chorou enquanto cantava com Camelo a música "Janta".
Olha ela chorando (pode ir direto para 2:30):


Depois disso e de vê-la no Planeta Terra, desconfio que ela use drogas.
Nada como um romance enquanto se divulga um (ou dois) CD(s)...


ps.: Desculpem pela ausência nesses dias, acabei de entregar meu TCC (que ficou lindo, thankyouverymuch), e estou no final do semestre de duas faculdades (uma delas, para sempre). Logo voltarei a postar com mais freqüência.

sábado, 15 de novembro de 2008

Unattainable

Depois de "Next Time Around", o Little Joy lança o clipe de "Unattainable". Seria uma sequência de vídeos? Dizem que foram gravados na casa da irmã de Binki Shapiro e dirigidos por Thunderbird (não é o da MTV não, né?). Quem tiver alguma informação sobre esses vídeos, por favor avise.
Queria confirmar se o que o Fab Moretti toca no primeiro clipe é ukelele mesmo. Por curiosidade, a frase em português cantada em "Next Time Around" é assim: "e onde a sorte há de te levar/ saiba, o caminho é o fim, mais que chegar".

Next Time Around

Primeiro a música, depois a foto. Agora, o vídeo.



O clipe mais barato da história.

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Cobertura mal-humorada do Planeta Terra

O tão aclamado festival Planeta Terra, que salvaria o ano após o mal falado Tim Festival (que, a propósito, eu gostaria de ter ido), não havia chamado minha atenção pela escalação, mas como o Indieoteca e o A festa nunca termina eram blogs embaixadores do festival, fui conferir.
O mau humor começa quando, após dois metrôs e um trem, chego atrasada, e da fila já consigo ouvir "Fireworks", do Animal Collective (processo, claro, que demorou um tempo, já que parecia que tinha uma escola de samba tocando lá dentro). Como disse aqui, a banda era a que eu mais queria ver, talvez a única.

Animal Collective: o melhor (ou pior) show que eu não vi

Correr igual uma idiota não adiantou, cheguei na parte dos shows, em frente ao Main Stage, na hora em que a Sabrina começava a anunciar o The Jesus and Mary Chain. Nunca odiei tanto a banda como nessa hora. Enquanto todos corriam para perto do palco, eu saía de lá, em vão. Mas quando o JAMC começou a tocar "Head On", a segunda música, o mau humor foi embora e fui ser feliz no meio do povo. Uma mensagem de celular (de BH) me adiantou o que confirmei a seguir: o show do Animal Collective não foi bom. Nessa hora, qualquer direção que eu olhasse tinha alguém de Belo Horizonte. Até a metade, o show dos escoceses era só motivo de felicidade, mas concluí que o que estava vendo era uma foto, e dela saía músicas ao vivo. Músicas muito bem executadas, por sinal; impecáveis. Mas no quesito emoção, a banda ficou devendo muito.

É só colocar um disco ao vivo e ficar olhando

Do Foals peguei apenas as duas últimas músicas, bem de longe. Não sabia que o show estava no fim, e acabou enquanto eu ainda estava na fila do caixa (quem disse que não tinham filas?) e tinha esperança de conferir o show de perto. Não que a banda seja imperdível, mas o show parecia ser ótimo, cheio de energia, bem o contrário do que rolava no Main Stage.

Foals batendo cabeça em volta da bateria

Hora do Offspring é hora de ir ao banheiro. Seria até legal ouvir alguns hits antigos, mas sinceramente não estava nem lembrando deles. A estrutura dos banheiros era ótima, não tinha fila, as folhas de eucalipto davam um cheiro agradável - e sobre essas folhas, é bom falar que isso não é nenhuma novidade. Se não me engano tinha no Claro q é Rock, o melhor festival que já existiu no Brasil, que além de super organizado teve um line-up de chorar.
Fui praticamente arrastada para a frente do palco do Indie Stage antes do Spoon, e agradeço por isso. Percebi que só consigo me entregar a um show quando estou lá na frente, perto da banda, podendo ver os integrantes. O show foi ótimo, para mim o melhor do festival. A banda tinha muitos fãs (incluindo Mallu Magalhães), o que deve ter sido um pouco surpreendente, ainda mais porque um dia antes eles tinham sido confundidos com o Kaiser Chiefs na porta do Milo Garage (adoro sujeito indeterminado). Lição para o próximo festival: observar fotos das bandas.
As músicas que conhecia foram ótimas ("I Turn My Camera On" e "Don't make me a target"), e as que não conhecia também, não eram aquelas que você se sente sobrando porque não sabe cantar como o resto das pessoas à sua volta, eram ótimas e empolgantes. No final, o vocalista Britt Daniels ficou arrastando a calça branca de gosto duvidoso no chão, e a banda saiu deixando no palco uma barulheira. Não posso deixar de falar do baterista, que faz coisas simples e muito legais. Acho que se o volume do teclado tivesse um pouco mais baixo, o som melhoraria, mas continua sendo o melhor show e o único do Indie Stage com o som perdoável, de onde eu vi.

Britt Daniels, muito prazer

Foi difícil sair do Indie Stage com as pessoas empurrando, loucas para ver o Breeders. Descobri as esteiras e a grama, e minhas pernas agradeceram. Quando cheguei no Bloc Party, Kele Okereke estava lembrando da nada agradável experiência anterior com o Brasil (o episódio playback no VMB), e prometendo compensar. Sabia que tinha perdido "Banquet", mas "Like eating glass" foi suficiente para animar e me lembrar dos velhos e bons tempos de Bloc Party. Ouvindo (e vendo) o resto do show, percebi que todas as músicas que não são do primeiro CD são horríveis. Nunca tinha prestado atenção nos dois últimos discos, mas parece que a banda não funciona assim. Se o show seria melhor se eles estivessem no Indie Stage eu não sei, mas que a banda está desandando, está.

Adoro o guitarrista emo do Bloc Party e sua pose dramática (do lado esquerdo)

Dessa vez correr igual retardada serviu para pegar metade de "Cannonball", a música mais óbvia do Breeders e a que eu mais queria ouvir. Lição nº 2: baixar mixtapes das bandas antes dos shows. Depois da alegria, parecia que não tinha lugar para mim naquele galpão lotado. Tinha me contentado em ficar no canto, vendo de longe, mas o som estava tão horrível e embolado que o mau humor falou mais alto e eu saí de lá sem rumo. Arrependo de não ter sido um pouco mais animada e persistente, pois pelos depoimentos, o Breeders parece ter sido um show ótimo, um dos melhores do festival.

De onde eu estava era difícil ver a gêmea magra (na foto, Kelley Deal ao centro)

O Kaiser Chiefs foi a trilha sonora para o meu tédio, enquanto esperava amigos para ir embora. Uma trilha sonora ruim, vale dizer. O que é "I predict a riot"? Parece duas músicas coladas em uma só, o refrão não se encaixa com os versos, fiquei achando que eles estavam fazendo um mash-up. É uma pena as músicas serem ruins, porque o show é muito bom. Fiquei com vontade de estar lá na frente, puxando a cueca vermelha (!) de Ricky Wilson com as outras pessoas. Acho que se eu estivesse lá, ia relevar as músicas e aproveitar o show. Para quem gosta, deve ter sido o show da vida.

"E aí, galera?"

Fomos para a saída desesperados, porque costumam ter poucos táxis, e a surpresa: não tinha nenhum! Parece que os taxistas nem estavam sabendo do evento. É algo para a produção observar, afinal, as pessoas precisam voltar para casa (ou hotel). Poderiam ter providenciado umas vans (sei que aconteceu algo do tipo, mas não foi muito divulgado), mesmo com um preço um pouco caro.

Talvez porque eu não tenha afeição especial por nenhuma banda, talvez porque eu estava mal-humorada, a questão é que achei o Planeta Terra bem mais ou menos. Morno. Se as bandas não eram mais ou menos, os shows eram. Claro que a organização está de parabéns, o local é ótimo, os ingressos eram baratos e davam acesso a todos os palcos, a divulgação muito interessante (não só pelos blogs e twitter, mas vídeos bacanas também). Eles souberam criam um hype da coisa toda. Mas o line-up não foi consistente. Sabendo que tem muita gente satisfeita (e feliz) com a escalação, considero o saldo positivo.

É bom ressaltar que o festival soube a dosagem certa de bandas do momento, bandas clássicas, bandas indie e bandas mainstream; sem apostar tudo no hype ou na nostalgia. Apostas para o próximo Planeta Terra? Eu sugiro Broken Social Scene. Acho que podemos esperar muita coisa para 2009.

O Claro q é Rock continua sendo o festival ideal. Cofrinho do Thurston Moore é muito melhor!


Créditos: todas as fotos por Letícia Souki, exceto a do Kaiser Chiefs, retirada do Terra.

Obs.: O texto foi escrito em primeira pessoa e totalmente subjetivo porque acho que ajuda a entender a minha visão e opinião dos shows. Para outras coberturas mais objetivas, e/ou com shows que não assisti, ou apenas para mais coberturas, veja os outros blogs embaixadores do festival:

A Festa Nunca Termina

Azar o seu, querida

Bloody Pop

Casa da Narcisa

Cegos, Surdos e Loucos

Chiqueiro Chique

Discoteca Kamikaze

Eu gosto de uma coisa errada

Fonte Rosa

Goma de Mascar

Indiecent Music

Lalai Loaded

Mera Doxa

Move That Jukebox

Muito Horrorshow

Musique Indie.E.Geste

Olhômetro

Outro Olhos

Popscene

Puro Pop

Putz Caramba

Quem Pode, Poda

Rock de Índio

Rock o Matic

Sim, Viral

Tarja Preta

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Clipe da semana

Não necessariamente desta semana.

Desenterrando bebês, cabeças explodindo, gente caindo no chão e saindo na parede. Quase uma versão bizarra e tosca de Michel Gondry (forcei a barra agora).

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Kinks e Kings

The Kinks vai voltar! A banda anunciou sua reunião, após 12 anos, e já estão até produzindo disco. É uma das poucas voltas com todos os integrantes originais de fábrica, e a minha impressão é de que é a única que não tem motivos financeiros (oi? Pixies? Smashing Pumpkins? A lista nunca termina...). Se bem que parece ter a ver com carreiras solo fracassadas - ou seria tudo a mesma coisa? O que importa é que estou feliz.

Só para não perder o costume de falar do Kings of Leon aqui, acabou de sair o segundo clipe de Only by The Night, da música "Use Somebody". Na resenha que fiz para o Pílula Pop, alguém reclamava que eu não tinha falado dessa música, que é ótima. E é ótima mesmo, nem sei por que não falei. Talvez seja porque o Diego Fernandes falou que parecia U2 e Coldplay, e fiquei com trauma.
O clipe é cheio de luzes e trânsito, tipo a abertura de Alice, e bem no clima "estou indo para São Paulo ver o Planeta Terra". o/
Kings of Leon - Use Somebody

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Curtas

Pronto, o Little Joy ganhou meu coração. Foto retirada daqui, que foi retirada daqui.

Parece que o Kaiser Chiefs vai aproveitar a visita ao Brasil para gravar um clipe. Quem diz é o Cegos, Surdos e Loucos, um dos blogs embaixadores do Planeta Terra.

Justin Robertson, que substituiria Calvin Harris no DJ Stage, vai ser substituído por Sébastien Léger.

Blog do CSS (em inglês, of course)

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

sábado, 1 de novembro de 2008

Podlist/Playcast #3

O tema do terceiro podcast-que-é-playlist é o festival Planeta Terra, e dessa vez resolvi fazer algo diferente: chamei amigos que gostavam das bandas para escolherem as músicas.
O Rodrigo Ortega, do Pílula Pop, escolheu "Hunting for Witches" do Bloc Party, mas é melhor não falar que ele gosta da banda depois do mico no VMB. A Fernanda Azevedo falou logo de cara "Almost Gold", música muito boa do The Jesus and Mary Chain. Cris Foxcat, DJ e dairy queen, era responsável pelo Breeders e ficou em dúvida entre "Safari" e "Shocker in Gloomtown", e escolheu a última, "que é cover do Guided by Voices e tem aquele vídeo maravilhoso, que dá vontade de a gente sair pulando!". Também na dúvida ficou o Marcelo Santiago, do Meio Desligado, que entre "Hummer" ("é mais eletrônica e animada") e "Balloons" ("é mais experimental"), decidiu por "Balloons", porque "é melhor pra quem ainda não conhece" o Foals.
E a Letícia Souki custou a escolher uma música do Spoon. Depois de cogitar por umas três (e eu já ter escolhido uma por ela), ela preferiu "I Turn My Camera On" - "fala que ela representa o disco novo, que é mais pop". OPS! Foi mal, errei. Na verdade ela queria "Don't make me a target", essa sim do disco novo, mais pop. Eu coloquei erroneamente "I Turn My Camera On", que é do Gimme Fiction. Sorry!





É aquele esquema, se quiser baixar vai na página do pOdomatic.

Como são só cinco músicas e não entrou a única banda que estou realmente empolgada para ver, o Animal Collective, vou colocar o clipe de "Peacebone" (que todo mundo já viu, mas não custa ver mais uma vez).


sexta-feira, 31 de outubro de 2008

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Planeta Terra: vídeos e mais

Parece até notícia do Tim. O DJ Calvin Harris cancelou sua apresentação no festival Planeta Terra, já que não se recuperou totalmente de uma cirurgia. *UPDATE* Quem vai substituí-lo é Justin Robertson, DJ de Manchester. (Por favor, Planeta Terra, não pegue a gripe do Tim!) Falando de coisas boas, já viram os vídeos do Terra? É uma coisa meio louca, tipo Alice no País das Maravilhas com o clipe de Take on Me, num cenário mais rock. A primeira parte já está passando na TV, e as três estão aí:

Parte 1


Parte 2


Parte 3


Com qual cara de qual banda ele está sendo confundido? Não achei ele parecido com ninguém que eu me lembre...
Ainda tem concurso: quem fizer o melhor final da história ganha 10 mil reais! Como fazer o vídeo (atores, cenário, etc) eu não sei, nem o prazo, mas logo vão divulgar como e onde você deve postar a sua versão.

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Planeta Terra: covers, remixes, etc

Taí uma pequena lista de músicas que provavelmente não serão ouvidas durante os shows do Planeta Terra, mas que valem a pena serem ouvidas antes. É para conhecer as bandas através de outras bandas.

Começando com os clássicos, a versão do The Jesus and Mary Chain para Surfin' USA, do Beach Boys. O cover está no disco Barbed Wire Kisses.


Olha que bonito o Spoon tocando "It's Gonna Take an Airplane", da banda Destroyer.


Melhor do que ouvir o Bloc Party fazendo cover de si mesmos é ouvir o remix de Mercury, feito pelos brasileiros do CSS.


Aqui, um vídeo da fofa Mallu Magalhães fazendo uma cover da fofa "Anyone Else But You", música do Moldy Peaches e trilha do filme Juno.


Esse não é bem um cover nem um remix, e poderia ser uma versão, não tivesse virado clipe oficial de "Water Curses". A música que dá título ao EP do Animal Collective ganhou um vídeo feito por um fã, que para fazê-lo usou flash e outras coisas que não entendo.

quinta-feira, 23 de outubro de 2008

TV Outrorock

Inspirados no Pitchfork.tv e no La Blogotheque, o Outrorock promove uma segunda ação: a criação da TV Outrorock, que coinciliará a música com o espaço urbano, criando vídeos que fazem um diálogo entre as bandas e os espaços de Belo Horizonte. O primeiro vídeo, que mostra a banda Cinza no bairro da Lagoinha, estréia hoje na festa de lançamento, que acontece n'A Obra, com shows do Cinza e da banda brasiliense Lafusa. Todos os vídeos ficarão disponíveis no MySpace do Outrorock.

Copiei esse texto meu do Pílula Pop porque estou sem tempo. O Artênius (Cinza) disse que o primeiro vídeo ficou ótimo, então confiram hoje a noite!

Serviço

FESTA DE LANÇAMENTO DA TV OUTROROCK

23 DE OUTUBRO, QUINTA-FEIRA, 22H

SHOWS: CINZA (MG), LAFUSA (DF)

DJs: MEIO DESLIGADO, DJs DE PEGADA (Mi Simpatia X jjbz)

PREÇO: R$8

LOCAL: A OBRA BAR DANÇANTE (Rio Grande do Norte 1168)

INFORMAÇÕES: (31)3215.8077

Little Joy inteiro e vazado

Amarante quis virar o Julian Casablancas, chamou o Fabrizio Moretti e uma menina que canta parecido com a Kimya Dawson, foram para o Havaí, ficaram ouvindo Elvis e gravaram um disco que está lá no Sacolão com um link para download.

Trail of Dead e lançamentos

O jornalismo indie não me deixa dormir e eu preciso ir, mas não posso deixar de falar que o ...and you know us by the Trail of Dead acabou de lançar um EP, chamado Festival Thyme. Infelizmente não ouvi ainda, quando der posto aqui. Quem também tinha lançamento marcado para 21/10 é Of Montreal (Skeletal Lamping) e Receivers, do Parts & Labor.

Isso foi o que o Trail of Dead fez no último EP.

Jeff Mangum apareceu (e cantou)!

Depois de anos de reclusão, Jeff Mangum, que deixou o mundo mais bonito com o Neutral Milk Hotel, participou da turnê surpresa da Elephant 6 cantando em alguns refrões de músicas do Olivia Tremor Control e... sim, ele tocou NMH! Veja e se emocione com Mangum tocando Engine:

Aqui e aqui têm mais vídeos e informações, e no Pitchfork eles contam com detalhes e fotos o que aconteceu em Chicago. Jeff Mangum apareceu em alguns shows da turnê e talvez apareça nos dois últimos (ontem e hoje). A "Elephant 6 Holiday Surprise Tour" reúne membros das bandas da gravadora aclamada pelos indies, como Olivia Tremor Control, Apples in Stereo, Elf Power, etc. Sobre o sumiço de Jeff Mangum, um próximo post diferente contará a história.

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Novo clipe do Malkmus

O rei do indie e os Jicks lançaram clipe "mára" da música Gardenia, do disco Real Emotional Trash.

Além do passarinho bonitinho da capa, no clipe aparecem figurinhas do indie como Steve Turner (Mudhoney), Brian Bell (Weezer), Joe Plummer (Modest Mouse), Gary Jarmin (Cribs), Greg Gillies (Girl Talk), e Ratatat; e também o prefeito de Portland, Sam Adams (será que ele é indie?). Tente reconhecer todos no clipe - e se descobrir, diga quem é o homem com a camiseta do Quasi, banda da Janet Weiss, baterista (foda) do Jicks.

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Podlist/Playcast #2

O segundo podcast-que-é-playlist está pronto! O tema é "o melhor do Tim Festival", que com a saída do The Gossip do line-up, pensei que mudaria para "o melhor do Tim Festival mais o que sobrou". Mas o resultado ficou bem legal, e deu muita vontade de ir ao festival (oi? assessoria do Tim, me chama que eu vou!).
Do MGMT e Klaxons escolhi minhas músicas preferidas, e coincidentemente as primeiras que ouvi das duas bandas. Para completar tem Gogol Bordello, Neon Neon e The National, que conhecia pouco e achei parecido com Interpol (tendência Editors).
Para ouvir é só clicar aí embaixo e download é na página do Indieoteca no podOmatic.


Planeta Terra - mudança de horários

Não, você não vai conseguir ver todos os shows inteiros. A mudança foi uma inversão de horários dos shows de Mallu Magalhães e Vanguart - a menina dá o ar da graça às 19h, enquanto Vanguart abre o Main Stage às 17h30. Faz sentido.
Ê ê ê, eu sou mais mainstream que você

Agora as escolhas ficam entre:
Mallu Magalhães x Animal Collective
Vanguart x Curumin

segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Bring Gogol Bordello to Belo Horizonte

Clica e pede, quem sabe eles não vêm...

Será que dá pra fazer isso n´A Obra?

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

O fenômeno das 2 músicas ou não acredite no hype

Já tinha comentado brevemente sobre isso na resenha do MGMT, e hoje li um texto muito interessante no Wannabe a blog que também fala desse fenômeno que acontece com as bandas (hype) ultimamente, de lançarem um álbum com apenas duas músicas boas, e as outras serem terríveis. No texto, o Bernardo fala que com o advento do MP3, as pessoas passaram a baixar música por música ao invés do CD inteiro, e as bandas começaram a fazer apenas um ou outro hit (foi mal, não vou usar a palavra "petardo"). Não é a toa que o AC/DC declarou recentemente que não quer que as pessoas baixem o novo disco, porque ele precisa ser ouvido inteiro, como uma unidade, e não em faixas separadas, mas isso não vem ao caso.
É só ouvir o disco do Klaxons para entender

Mas acredito que essa não seja a única razão. Talvez a máquina do hype trabalhe mais rápido que a produção musical, e até se fazer um disco com 11 músicas decentes, a banda já se tornou obsoleta e outra já tomou seu lugar. Daí ter que se concentrar em 1 ou 2 hits e completar o CD com canções mal feitas, para ser lançado enquanto ainda existe o desejo de consumo. O que não entendo é que depois do MP3 a lógica da indústria musical foi modificada, mas os processos ainda ocorrem da maneira antiga. Por que a obrigatoriedade de se lançar CDs cheios (ou CDs por si só)? Por que não lançar apenas singles, física ou virtualmente, e tentar capitalizar com eles ou de outras maneiras mais criativas? Ou, se há mesmo a necessidade do disco físico, poderia se lançar apenas EPs, contendo de 3 a 5 músicas, com direito a uma ou duas ruins. Qualitativamente e finaceiramente, lançar vários EPs seria melhor do que criar músicas apenas para encher CD (e bandas novas ainda são novas, entende?).
A música, como quase tudo, desenvolve-se e toma consistência com o tempo. Antigamente era comum começarmos a ouvir uma banda e depois resgatar os primeiros álbuns, que costumavam ser piores e/ou menos trabalhados e mais confusos que os posteriores. Não estou demonizando o hype e idolatrando o indie velho, escuto e gosto de ambos, só quero expor uma diferença percebida entre o modus operanti (há) dos dois.
The Gossip: "Standing in the way of control". Só.

Isto me lembra uma conversa que tive sobre a quantidade enorme de bandas "legais" (ouçaagorasenãovoceéumbabacadesatualizado) que surgem, principalmente na Inglaterra, e a culpa da NME nisso tudo. A NME é um semanário musical, e tem que rechear páginas com novidades e conteúdo musical semanalmente (dã)! É um tempo muito curto para produzir conteúdo de qualidade que traga coisas novas e não seja batido pela internet. Para manter isso, resta a eles "criarem o hype", procurarem o máximo de bandas novas possíveis, detectarem promessas, tudo que possa garantir conteúdo semanal para a revista. E, infelizmente, não existe tanta banda boa assim no mundo. É uma teoria de brincadeira, mas faz sentido.
MGMT: pelo menos as ruins são melhores que as dos outros